Goiás é o quarto maior produtor de grãos do Brasil! E a cada ano cresce a área dedicada às lavouras no Estado. Na safra 2017/2018, de acordo com a Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), a área plantada atingiu 5,28 milhões de hectares e a estimativa é que a produção total seja de 21,72 milhões de toneladas.

Cristiano Palavro, assessor técnico do Senar Goiás (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural em Goiás), estima que mais de 5 mil produtores goianos se dedicam atualmente ao cultivo de grãos e esse número tende a crescer ainda mais na próxima safra. “Temos muitos produtores novos na atividade e temos pecuaristas que estão migrando para a produção de grãos. Boa parte dos 15 milhões de hectares de pastagens que existem atualmente no Estado deve virar lavoura nos próximos anos, porque estão degradadas ou subutilizadas. E, nesse caso, o produtor pode trabalhar melhor essas áreas com adubação, práticas de manejo e conseguir não só manter o mesmo rebanho ocupando menor área de pasto, mas também liberar espaço para cultivo de grãos, o que é uma fonte de renda extra”.

Para atender à demanda dos novos agricultores e também dos que já se dedicam ao plantio de soja, milho ou outros grãos e querem expandir os negócios, o Senar Goiás está lançando em sua plataforma de ensino a distância um novo curso voltado exclusivamente para o cultivo de grãos.

Mais eficiência na gestão agrícola

“Estamos oferecendo ferramentas para melhorar a eficiência dos nossos produtores. Aqueles que já estão na atividade vão poder evoluir cada vez mais, com um controle de gestão da propriedade bem melhor. E aqueles que querem ingressar no ramo vão ter onde buscar uma base sólida de conhecimentos. Os custos de produção estão cada dia mais altos e as margens de renda mais apertadas. Então é mais do que fundamental que o produtor seja eficiente e buscar eficiência é buscar conhecimento, novas metodologias para serem aplicadas na fazenda dele”, afirma Cristiano.

Da semeadura à colheita

O curso Cultivo e produção de grãos, é livre e gratuito e totalmente a distância. O participante pode acessar as aulas onde e quando for mais conveniente para ele. Com 15 horas/aula, o programa de ensino está dividido em cinco módulos. Neles o aluno poderá aprender desde o preparo de solo até o momento correto da colheita, passando pelo plantio, manejo e nutrição, boas práticas de cultivo e controle de plantas daninhas, pragas e doenças.

As matrículas já estão abertas neste link. Basta acessar e clicar em "Matricule-se". A turma tem vagas limitadas e recebe inscrições até 05 de março.

Fale com a gente

Dúvida, crítica, sugestão ou elogio?

Preencha o formulário e aguarde nosso contato.

Nome*
E-mail*
Telefone com DDD*

E-mail enviado com sucesso! Em breve um dos nossos colaboradores irá entrar em contato. Obrigado!