Goiás é um dos estados brasileiros que mais consomem defensivos agrícolas por hectare - 7,9 kg/ha, segundo pesquisa do IBGE. Para reduzir os riscos que isso representa para a saúde das pessoas e para o meio ambiente, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural em Goiás (Senar Goiás) oferece gratuitamente aos profissionais do campo um curso a distância, ensinando o uso correto dos agrotóxicos.

O curso “Prevenção de Acidentes com Defensivos Agrícolas – NR-31.8, está disponível no portal http://www.ead.senargo.org.br/cursos e faz parte do programa “Gestão de Riscos”, que oferece ainda três outros cursos voltados para a promoção da saúde e da segurança no campo: Prevenção de Acidentes com Maquinas Agrícolas – NR.31.12; Prevenção de Acidentes e Melhoria da Qualidade de Vida; Gestão de Segurança, Saúde e Meio Ambiente de Trabalho Rural. Daniela Rosa, de Ipameri, já fez os dois últimos e recomenda a todos os que atuam na área rural.

“Aprendi muita coisa que eu não sabia, principalmente sobre a legislação. Agora posso orientar o produtor e os trabalhadores com mais segurança”. Filha de pequenos produtores, criada no campo, tecnóloga em Irrigação e Drenagem e estudante de Agronomia, Daniela conta que ainda assim sentia falta de conhecimentos específicos sobre os procedimentos adequados para se evitar acidentes no campo, sobretudo na utilização dos defensivos. “Não conhecia, por exemplo, as recomendações sobre as embalagens e a classificação quanto ao grau de toxidade dos produtos indicadas pelas cores nas tarjas. Também não tinha muita informação sobre a NR-31”.

Em dia com a legislação

Na realidade, assim como acontecia a Daniela, boa parte da população rural ainda desconhece a Norma Regulamentadora 31 (NR-31) do Ministério do Trabalho, editada em 2005 e posteriormente atualizada com inúmeros acréscimos e alterações. A lei é um conjunto de regras e recomendações que aumentam a segurança e garantem mais saúde a quem trabalha no campo. Os cursos do programa Gestão de Riscos da EaD Senar Goiás abordam em detalhes as exigências da legislação, normas que constituem um guia de boas práticas e ensinam como se organizar melhor o ambiente de trabalho para uma vida mais saudável e segura.

“Uma iniciativa muito boa do Senar Goiás, para que o produtor, os trabalhadores e estudantes da área possam ter mais acesso a informação e - o que é muito importante - de uma fonte confiável” – observa Daniela.

Luís Borges, agrônomo em Guapó, concorda com ela. “O produtor com interesse em conhecer melhor a legislação tem essa ótima oportunidade oferecida pelo Senar Goiás”. Participante do curso “Gestão de Segurança, Saúde e Meio Ambiente de Trabalho Rural” ele avalia: “São muitos os benefícios desse curso, conhecimentos sobre o uso dos equipamentos de proteção individual, sobre os rótulos dos agrotóxicos, sobre os riscos que se corre com sua utilização, condutas que reduzem o impacto dos defensivos para a saúde e o meio ambiente, etc”.

Borges ressalta também a qualidade e a praticidade do curso a distância. “Ele é bem direto e objetivo. A didática e a metodologia são muito boas. Com certeza esse curso esclarece bem o profissional do campo. E o fato de ser a distância é ótimo. Se fosse presencial eu não teria tempo de fazer”.

Embora a questão dos defensivos seja sempre mais ressaltada, os cursos do programa abordam também as recomendações da NR-31 quanto ao uso seguro das máquinas agrícolas, questões de higiene ocupacional e de relações humanas. As matrículas estão abertas e podem ser feitas no site.

Mais informações: http://ead.senargo.org.br, 0800-642-0212

Fale com a gente

Dúvida, crítica, sugestão ou elogio?

Preencha o formulário e aguarde nosso contato.

Nome*
E-mail*
Telefone com DDD*

E-mail enviado com sucesso! Em breve um dos nossos colaboradores irá entrar em contato. Obrigado!