Reduzir custos e aumentar a produtividade. Este é o sonho de todo produtor e, hoje plenamente realizável com as novas ferramentas tecnológicas que aumentam a eficiência da produção. Um conjunto de técnicas e práticas conhecido como Agricultura de Precisão (AP). E quem pensa que a AP é só para os grandes produtores está redondamente enganado. Com um programa de sete cursos, disponíveis gratuitamente em seu portal de educação a distância (http://ead.senargo.org.br), o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural em Goiás - Senar Goiás, ensina como todos os produtores podem usar e se beneficiar da AP, independentemente do tamanho da propriedade.

Maikol Carvalho, gestor em Agronegócios e técnico agrícola em Itumbiara (GO), é especialista no ramo e um entusiasta da AP. “Hoje a gente não tem muito mais espaço para abrir novas áreas de plantio, então é preciso aumentar a produtividade de forma vertical. A Agricultura de Precisão consegue potencializar o uso das terras. Em uma área onde você produzia, por exemplo, 50 sacas de soja por hectare, com o uso da AP, pode passar a colher 75 sacas”. Para estimular a troca de informações sobre a AP, Maikol criou e administra grupos no Facebook, no Whatsapp, no Instagram e um canal no Youtube. Todos com grande acesso e neles, o técnico sempre recomenda os cursos do Senar Goiás. “Eu fiz todos os cursos do programa. São excelentes, bem didáticos. O material tem uma qualidade realmente impressionante. Para quem não entende a tecnologia ele traz muito embasamento. E para quem já conhece complementa bastante coisa. Agrega mesmo. O programa é uma escala que vai aumentando o grau de conhecimentos”.

“Fiz todos os curso do programa do Senar Goiás, são excelentes”,
Maikol Carvalho

O programa realmente começa pelo básico, com o curso “Introdução à Agricultura de Precisão”, em que o participante aprende, entre outras coisas, como funciona a orientação por satélite na distribuição de corretivos e fertilizantes e como ele pode usar melhor os recursos tecnológicos disponíveis. No segundo curso, “Sistemas de Orientação por Satélite”, é ensinado como funcionam os diferentes aparelhos disponíveis no mercado. Os outros cursos seguem detalhando o uso da AP nas diversas etapas do processo de produção: Agricultura de Precisão no Uso de Corretivos e Fertilizantes; Agricultura de Precisão na Semeadura; Agricultura de Precisão na Aplicação de Defensivos Agrícolas; Agricultura de Precisão na Colheita de Grãos; Agricultura de Precisão em Diferentes Culturas.

Cursos certificados

“Se você quer ter mais bagagem no seu currículo e mais profissionalismo, acho interessante fazer os cursos do Senar Goiás sobre a AP. Ao final, seus conhecimentos são avaliados e você recebe um certificado” – recomenda Maikol. Ele acredita que o conhecimento também contribui para acabar com o mito de que a AP é inacessível aos pequenos e médios produtores. “Eu vejo que o produtor ainda encara a AP como uma tecnologia muito cara e acaba que ela fica mistificada. Ele não faz porque acha que não pode. Mas ela não é inacessível, é só um gerenciamento inteligente de recursos”.

O princípio básico da AP é se conhecer melhor o terreno a ser cultivado e aplicar nele somente os insumos necessários, sem desperdícios. Isso é feito com o uso do GPS e softwares apropriados, mas o produtor não precisa mais comprar os equipamentos porque, atualmente, muitas empresas já oferecem o serviço e, como observa Maikol, em médio prazo, o investimento acaba resultando em economia e mais lucro. “Tem casos em que o uso da AP sai mais barato do que o que é gasto em fertilizantes, adubos, defensivos. Se o produtor faz uma adubação padrão, ele vai jogar a mesma quantidade de insumos em toda a lavoura, do início ao fim. Com a AP, ele pode localizar os pontos em que precisa adubar mais, os que precisam menos e inclusive os que não precisam. Então, investindo no lugar certo e na quantidade correta, fechando a conta, ele acaba economizando e aumentando sua produtividade e rentabilidade”.

Embora ainda exista muito desconhecimento sobre a AP, os grupos administrados por Maikol nas redes sociais demonstram que o interesse por ela é cada vez maior. “A gente começou com o grupo no Whatsapp. O grupo foi crescendo com a participação de profissionais que geravam muito conteúdo. Aí, criamos a página no Facebook para dar vazão às informações. Depois foi o Instagram e agora estamos começando o canal no Youtube”. Para o gestor, o crescimento do agronegócio no País passa pela Agricultura de Precisão. “É preciso juntar todos os esforços na criação de projetos, pesquisas, inovações tecnológicas e diferentes tipos de manejos, pois a todo momento o mundo nos desafia com seu exponencial crescimento populacional e consequentemente em uma grande demanda por alimentos. É preciso entender que é de nossa responsabilidade trabalhar para suprir essas necessidades e aproveitar o momento para colocarmos o Brasil em uma posição privilegiada no cenário do agronegócio mundial”.

Mais informações: http://ead.senargo.org.br, 0800-642-0212

Palavras-chave: EAD, ensino a distância, grátis, agricultura de precisão, AP, área, plantio, produtividade, satélite, recurso tecnológico, currículo, certificado.

Fale com a gente

Dúvida, crítica, sugestão ou elogio?

Preencha o formulário e aguarde nosso contato.

Nome*
E-mail*
Telefone com DDD*

E-mail enviado com sucesso! Em breve um dos nossos colaboradores irá entrar em contato. Obrigado!